Entenda A Diferença Do Marketing Online E Offline E Utilize De Forma Correta

Venha já ser um correspondente bancário CredShopping!

Jean Cordeiro Corrêa – Fundador e CEO
CredShopping, em Guanhães / MG

09/12/2019     16h35

Resumo da notícia

  • Marketing Tradicional (Offline)
  • Marketing Digital (Online)

No entanto, com a consolidação da hiper conexão, é natural o surgimento de dúvidas sobre a efetividade e as diferenças entre marketing online e offline. Em um mundo em que só é lembrado quem é visto, o marketing tem relevância cada vez mais evidente.

Marketing Tradicional (Offline)

O marketing tradicional se baseia nos canais que não tem ligação com a internet, ou seja, as mídias offline.

Entre elas estão a televisão como comerciais, merchandising em programas e inseridos em tramas, anúncios impressos como jornais e revistas, rádios como comerciais, patrocínios, além das iniciativas locais como flyers, panfletos, carros de som, outdoors, faixas, telões.

Como você pode notar, na posição de consumidor, todas as iniciativas citadas acima ainda existem e chegam até nós no cotidiano entre as mais diferentes atividades.

Objetivo

Para entender melhor como é a lógica do marketing tradicional, vale ressaltar que todas tais mídias offline também são mídias de massa. Ou seja, chega a um número expressivo de pessoas e, portanto, inúmeros perfis (grupos diversos cujos interesses e rotinas são diferentes uns dos outros).

Portanto, o objetivo do tradicional tende a focar no discurso que é comum a todos: comprar. Mas sejamos justos, não é só esse objetivo que ele cumpre. O tradicional também reforça a marca, legitimando-a no mercado ou fazendo-a ser amplamente reconhecida por ter sido vista repetidamente.

Vantagens

As principais vantagens do marketing tradicional são devido ao amplo alcance, o que, em contrapartida, cobra investimentos maiores e, não raro, expressivos.

Maior alcance

Não estar na internet pode sim ser um benefício, pois, os sinais de canais como rádio e televisão chegam até as localidades mais distantes e de difícil acesso, em que internet não é uma realidade.

Credibilidade

Por associar a marca com mídias (o nome do jornal, revista, rádio, cidade, canal de TV) que são conhecidas por toda a população, a credibilidade deles reflete positivamente na empresa e produto.

Durabilidade

As revistas, principalmente, têm vida-útil prolongada dada a qualidade do papel e, por isso, impactam por mais tempo, fazendo o investimento perdurar. No entanto, esta vantagem precisa ser bem avaliada, pois, dada a característica imediatista da sociedade, também pode passar a imagem de desatualização, antigo.

E se você pensou que pessoas idosas seria um dos pontos de destaque, se enganou. O Google mostrou que 25% da população com mais de 60 anos já é ativa no mundo online e quer ter a atenção das marcas. E como a longevidade é uma tendência do futuro, acreditamos que este ponto é mais positivo para o marketing digital do que para o tradicional. Esclarecidos os pontos positivos do tradicional, é hora de começar a entender o que o mundo online tem a oferecer e porque tem ocasionado, cada vez mais, burburinho no mercado!

Entenda a diferença do marketing online e offline e utilize de forma corretaMarketing Digital (Online)

Do outro lado da moeda, o marketing digital trabalha online a partir das infinitas possibilidades geradas pela internet. Existe uma gama de canais a serem explorados e uma enorme diversidade de dispositivos com os quais é compatível.

Assim, há opções como sites, aplicativos, sistemas, blogs, banners, redes sociais e buscadores que podem ser vistos e acessados em smartphones, computadores, tablets, smart TV’s, fazendo o possível para impactar o consumidor durante todo o dia. Afinal, nos hábitos atuais, o celular é item inseparável, além de ser o primeiro e o último objeto com que as pessoas têm contato durante o dia.

Objetivos

Ainda que a quantidade não seja um problema no mundo online já que 74,9% dos lares brasileiros têm acesso à internet, conforme Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o principal objetivo do marketing digital é a assertividade nos anúncios. Isso porque, a partir dos algoritmos matemáticos que regem a lógica entre buscas e resultados, existe uma preocupação em atingir as pessoas certas, conforme a entrega de valor de cada produto.

Afinal, como mencionado acima, existem perfis de consumidores diferentes em interesses, momentos, disposição de investimento e, no meio online, é possível orientar as ações diretamente para quem tem mais chances de se interessar e comprar o produto. Assim, todos os investimentos, por consequência, tendem a ser mais assertivos, bastando alinhar a estratégia sobre em quais mídias é mais recomendável colocar recursos, uma vez que existem inúmeras possibilidades.

Com isso queremos chamar a atenção para que você considere canais específicos — além dos convencionais Instagram, Facebook, Google Adwords —, conforme o seu ramo de negócio. Por exemplo, serviços alimentícios podem integrar o iFood à estratégia, assim como serviços de emergência como borracharias podem identificar o Waze como uma oportunidade, e os hotéis e passeios turísticos colocarem esforços para serem bem avaliados no Airbnb e/ou Trip Advisor.

Vantagens

Dada as informações acima, mostramos que a precisão de conversar com o público certo é o principal desencadeador de benefícios.

Assertividade e monitoramento

Em ambiente digital, toda ação é passível de monitoramento e, justamente por isso, é tão efetiva. Ao saber escolher os indicadores corretos, conforme os objetivos da estratégia é possível mensurar e interferir, caso os resultados não estejam saindo conforme o esperado.

Relacionamento com o público

Ao ter seus próprios canais, a empresa se beneficia no diálogo com o cliente que passa a ser diário e pode acontecer por diferentes maneiras. Com isso, se consegue firmar um engajamento maior com a marca.

Agilidade

O tempo entre colocar uma ação em prática e identificar se funcionou é muito curto e isso é extremamente positivo, pois, torna possível testar inúmeras hipóteses sem grandes danos à marca.

Posso unir marketing tradicional e digital?

Pelos dados e informações apresentadas também é possível entender que o investimento de empresa possa ser nos dois formatos: tanto no marketing tradicional quanto no marketing digital. A tomada de decisão, no entanto, deve considerar o consumidor de cada empresa e, até mesmo, de cada produto, caso varie no perfil de comprador, até para escolher os melhores canais em cada um dos tipos de marketing e otimizar os recursos investidos.

Entender como é a jornada de compra entre o despertar da necessidade ou desejo, o entendimento sobre a melhor solução e, por fim, a escolha de um fornecedor , traz inúmeros insights para os marketeiros e potencializa os resultados da estratégia. Outra questão a ser considerada, ainda, sobre o marketing digital é a manutenção desse cliente, a possibilidade de monitorar comentários, postagens sobre a marca e, novamente, firmar relacionamento, para incentivar novas compras e estimular a comunicação.

Autor:

Jean Cordeiro Corrêa

Jean Cordeiro Corrêa

Fundador / CEO – CredShopping Intermediações Financeiras Online

6 anos de experiência bancária e 15 de experiência em marketing e tecnologia

Compartilhe:

⚠ IMPORTANTE: Prestamos serviço GRATUITO. NUNCA faça depósitos para conseguir seu empréstimo. Dúvidas? Acesse nossa Central de Ajuda. X