Como limpar o seu nome

Perder o controle das contas e acabar com o nome na Serasa ou no SPC é algo que pode acontecer. O importante é ser esperto e encarar esse problema! E isso significa quitar a dívida o quanto antes, afinal, com o nome sujo você terá dificuldades em conseguir empréstimos e até mesmo fazer compras parceladas no cartão de crédito. Isso porque as instituições entendem que você não terá condições de pagar pelo crédito que deseja contratar.

É preciso calma e planejamento para regularizar o nome, mas esse é um problema que tem solução. Confira os 5 passos para limpar o nome:

1. Descubra que loja ou instituição colocou seu nome na lista de maus pagadores

O SPC, a Serasa e os cartórios de protesto devem fornecer essa informação de graça.

2. Negocie com o banco ou loja que você deve e quite a dívida

Não tem jeito – o nome só ficará limpo com a conta paga. Mas dá para tentar uma redução no valor, descontando taxas como juros e multas.

3. Não se esqueça de guardar o comprovante do pagamento

E confira se ele está com o valor correto que foi pago, incluindo os juros e multas.

4. Limpe o nome no banco e no cartório

Isso é para quem ficou com o nome sujo por conta de cheque devolvido ou título protestado. Nesse caso, o banco ou o cartório poderão cobrar uma taxa.

5. Confira se seu nome saiu do SPC e da Serasa

Os próprios bancos, lojas e cartórios são obrigados a tirar o nome da lista após o pagamento da dívida. E o prazo para isso acontecer é de 5 dias úteis.

Formas de se limpar o nome

Pagar integralmente o valor à vista

Antes de seu CPF ser incluído na lista de inadimplentes do SPC ou Serasa, você ainda tem um prazo de 10 dias para efetuar o pagamento. Sendo realizado o pagamento do montante estabelecido dentro desse prazo, o seu nome não poderá ser incluído na lista de negativados, sendo uma boa alternativa para prevenir que o seu nome fique sujo.

Entretanto, caso você não tenha efetuado o pagamento nessa data e seu nome já tenha sido negativado, você ainda pode realizar o pagamento integral da dívida. Na maioria dos casos, a dificuldade financeira não muda em poucos dias, devendo ser levado em consideração a solicitação de um empréstimo pessoal para negativados para limpar o seu nome com o dinheiro.

Após efetuado o pagamento integral da dívida, o seu nome deverá ser excluído do cadastros de negativos do SPC ou Serasa imediatamente. A dívida entre você e o credor se torna extinta com o cumprimento da obrigação, não sendo mais justificável o seu nome continuar sujo. Por isso, o credor tem o prazo legal de até 5 dias para retirar o seu nome da lista de inadimplentes.

Negociar a dívida e pagar em parcelas

Dependendo do valor da dívida, você talvez não consiga pagar ela integralmente, ainda que solicite um empréstimo rápido e fácil. Nesta situação, você pode tentar renegociar a dívida com a empresa. Essa é uma ótima alternativa para limpar o seu nome rápido, se livrando dos efeitos negativos de ter o nome sujo.

A maioria das empresas aceitam a proposta de renegociação, pois também é do interesse delas que você consiga pagar a dívida também. Afinal, o não pagamento de seus produtos ou serviços, significa prejuízo na economia da empresa. Para isso, basta procurar o setor financeiro da empresa para discutir sobre as possibilidades e condições do renegociamento da dívida.

Ao renegociar a dívida com a empresa, você estará concordando com novas condições e formas de pagamento. Isso significa que você ainda estará pendente com a empresa, mas não mais por conta da dívida anterior. É importante que você fique atento às taxas de juros incluídas na nova dívida para que não se torne ainda mais endividado.

Dessa forma, quando você realizar o pagamento da primeira parcela referente ao novo acordo, a dívida antiga se torna extinta e, consequentemente, o seu nome deverá ser excluído do cadastro de negativados do SPC ou Serasa imediatamente. O prazo da empresa é de 5 dias para limpar o seu nome após o pagamento da primeira parcela.

Após o decurso de 5 anos

Você deve estar se perguntando o que acontece se você simplesmente não pagar a dívida, seja por escolha própria ou por falta de alternativa.

Nessa circunstância, você ficará com o nome sujo durante 5 anos e, após esse período, o seu nome deve ser retirado do cadastro de negativados. Esse prazo de 05 anos começa a contar a partir do momento que a pessoa deveria ter efetuado o pagamento e não da data em que teve o seu nome cadastrado no SPC ou Serasa.

A nossa legislação não prevê a possibilidade de dívida eterna, sendo estabelecido como prazo máximo de exigência apenas 05 anos. Após esse período de 05 anos, o credor não pode mais reclamar o pagamento da dívida ao endividado. O pagamento de qualquer dívida após esse período apenas é possível se a parte quiser por livre vontade pagar.

Embora que à primeira vista pareça vantajoso não pagar a dívida, a verdade é que 05 anos demoram a passar. Durante esse período os seus planos ou objetivos de vida podem mudar, mas o fato de você estar com o nome sujo, não. O que pode atrasar ou complicar a realização de sonhos como, como o financiamento de carro, da casa própria, reformas em sua casa, etc. Por isso, limpar o nome após 05 anos deve ser evitado sempre que possível.

Tenha em mente que ter o nome sujo dificulta a realização de muitas atividades corriqueiras de nossa vida, como comprar um produto parcelado, pegar um empréstimo, conseguir um financiamento. Quando o nome está cadastrado no SPC ou Serasa, os credores entendem como arriscado aceitar um pagamento futuro de um consumidor inadimplente e, por isso, apenas aceitam pagamentos à vista.

Processo judicial

Infelizmente, muitos consumidores já tiveram a experiência desagradável de serem surpreendidos com uma nova cobrança de um pagamento já efetuado ou até mesmo a cobrança por um serviço ou produto sequer solicitado. E, por conta dessa falha da empresa, o nome se torna sujo.

Nessa situação em particular, o consumidor pode juntar os comprovantes de pagamento do serviço ou produto, e levar imediatamente perante a empresa. A maioria das empresas para evitarem uma demanda judicial em que sairiam perdedoras, não medem esforços para se remediarem e tirarem o seu nome da lista de negativados o mais rápido possível.

Hipóteses em que você pode recorrer à uma demanda judicial:

  • Se você foi cobrado por um produto ou serviço que não foi pedido, você pode tentar entrar em contato com a empresa para avisar do engano. Entretanto, se nada for feito, você deve entrar com uma ação na justiça.
  • Se você pagou por um produto ou serviço, mas ainda consta a sua inadimplência. Novamente, você deve entrar em contato com o departamento de cobrança e explicar a sua situação. Entretanto, caso não alterem o seu status, é causa de demanda judicial.
  • Se uma empresa desconhecida ou os atendentes solicitarem pagamento para agilizarem a retirada do seu nome do cadastro do SPC e Serasa, trata-se de um golpe. É recomendado que você faça um boletim de ocorrência em uma delegacia.
  • Independente da situação, você tem o direito de ter o seu nome retirado do cadastro de restrição de crédito e ainda receber pagamento de danos morais por todos os prejuízos e aborrecimentos que você teve que passar por conta disso. Nesse caso, você deverá recorrer a justiça com o auxilio de um advogado para o seu nome ficar limpo imediatamente e que a empresa seja sentenciada a pagar danos morais pelo erro cometido.


Deixe uma resposta

ATENÇÃO: Informamos que a CredShopping não solicita nenhum tipo de pagamento prévio ou depósito em conta para conceder empréstimos. Qualquer dúvida entre em contato conosco pelo email atendimento@credshopping.com.br ou Whatsapp Whatsapp 33 3421 5023