Entenda como funciona o financiamento de veículos

É o sonho de muitas pessoas poderem ter um carro novo ou até mesmo ter seu primeiro carro, mas muitos não possuem o dinheiro à vista em mãos para ter o automóvel. É neste momento que existe a opção de financiamento de veículos, que deixa você ter seu carro pagando por ele durante alguns anos.

O financiamento é uma espécie de compra parcelada através de um empréstimo. O cliente escolhe o veículo e então solicita para uma instituição financeira financiá-lo, ou seja, a instituição paga para a loja ou concessionária e o cliente paga as parcelas do veículo para a instituição financeira (bancos e instituições de crédito).

Uma boa ideia para se programar para essa despesa e avaliar se ela vai caber no seu bolso, é consultar um simulador online. Para fazer uma simulação, você precisará saber o valor que dará de entrada, o valor do veículo, o ano e o modelo e em quantas prestações você pretende pagá-lo. Lembre-se de que, como regra geral, quanto mais prestações você fizer, menor será o valor mensal, mas os juros serão mais altos no final das contas.

Os sistemas de financiamento para carros no mercado brasileiro hoje são crédito direto ao consumidor (CDC), Leasing, consórcio.

Pelo Crédito Direto ao Consumidor (CDC), o consumidor realiza um empréstimo em um banco para comprar o carro. O veículo fica de posse do comprador, mas não pode ser negociado (está alienado ao banco) até que sejam pagas todas as prestações. A pessoa pode fazer o contato diretamente com o banco, sem intermediação da loja vendedora do automóvel (concessionária). Dessa forma, pode negociar as taxas de juros que serão pagas. Elas são fixadas no início do contrato e não sofrem alterações durante o pagamento das prestações.

Para o Leasing, quem compra o carro é a chamada empresa de leasing (um banco que trabalha com este tipo de serviço), que aluga o veículo ao consumidor. Assim, o cliente paga pelo aluguel do carro, que fica no nome da empresa de leasing até o término das prestações, quando, sem ter de pagar mais nenhuma prestação, o consumidor passa a ser o dono do carro. O contato com esses bancos pode ser feito sem intermediação da loja vendedora de veículos. Isso possibilita uma negociação direta em relação às taxas de juros, que são fixadas no início do contrato e não sofrem alterações ao longo do período de pagamento.

No Consórcio, o consumidor faz parte de um grupo formado por outros compradores, organizado por uma administradora de consórcio. O cliente paga as prestações, mas só recebe o veículo quando é sorteado (uma vez por mês é contemplada uma pessoa). Além do sorteio, há a possibilidade de o consorciado oferecer um lance, que é um adiantamento de parcelas a vencer. Nesse caso, o consorciado que ofereceu o maior valor será o vencedor do lance. Nessa situação, diferentemente do CDC e do leasing, as prestações sofrem alterações, ao longo do pagamento, de acordo com a variação do preço do automóvel que será adquirido. Dessa maneira, se o preço aumenta, a parcela sobe; se o preço do automóvel diminui (por exemplo, se há uma redução de IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), a parcela acompanha essa redução. Os contratos de consórcio podem ser de até 84 meses. É cobrada uma taxa de administração, referente aos serviços prestados pela empresa. Essa taxa, que é cobrada mensalmente, varia de acordo com a administradora.



Deixe uma resposta

ATENÇÃO: Informamos que a CredShopping não solicita nenhum tipo de pagamento prévio ou depósito em conta para conceder empréstimos. Qualquer dúvida entre em contato conosco pelo email atendimento@credshopping.com.br ou Whatsapp Whatsapp 33 3421 5023